© 2016 por Zaionara Gomes Blog

contato:

Se inscreva na minha lista e receba novidades e tenha acesso aos exercícios dos  vídeos com atividades.

A Sombra da Depressão

05.06.2016

 

Com certeza você deve conhecer alguém, ou até mesmo você já deve ter experimentado episódios depressivos, ou até mesmo estar vivendo isso agora. Este breve artigo tem por objetivo abordar de forma prática os sintomas e tratamentos da Depressão, para que você possa entender melhor sobre o assunto, e quem sabe, ajudar a uma pessoa que esteja passando por este momento de vida, ou até mesmo você.

 

A depressão pode ser definida como um Transtorno de Humor, com características de pensamentos pessimistas, sentimentos de tristeza, desesperança, rejeição, isolamento, e autoimagem negativa. Há também uma sensação de baixa vitalidade e cansaço permanente. O choro se torna mais fácil, e também há alterações de sono e fome – ou dorme muito ou dorme pouco; ou come muito ou come pouco.  Muitas pessoas em estados depressivos deixam de fazer atividades que antes eram prazerosas, mudando inclusive o convívio social.

 

A depressão é uma doença que é considerada uma das maiores causas de afastamento das atividades do trabalho, já que muitas vezes, os deprimidos somatizam outras doenças que também afetam suas atividades.   De acordo com a Organização Mundial de Saúde,  20% das mulheres e 10% dos homens já sofreram algum episodio depressivo. Além disso, a depressão ocupa o segundo lugar entre as doenças mais comuns em países economicamente desenvolvidos, se tornando um dos maiores problemas de saúde que afetam as economias.

 

E o que causa a Depressão? Alexander Lowen, em seu livro “ O corpo em Depressão” ¹ afirma que a reação depressiva ocorre em indivíduos que perseguem objetivos irreais e que não estão assentados na realidade. É o que o Drª Rudiger Dahlke² chama de “depressões reativas”, ou seja, causadas por fatores externos, e não biológicos. O Drº Rudiger afirma também que o nº de casos de depressões reativas é maior do que as depressões causadas por alguma disfunção na química do cérebro, ou seja, estamos tendo maior dificuldade em lidar com a realidade que nos é imposta, e com isso, deprimimos.

 

Estamos tendo baixa resistência a frustração e superando com muita dificuldade os impactos negativos da vida. Como sempre digo, não é o problema em si que é o problema, mas como lidamos e vemos o problema.

 

Se você se percebe que tem alguns dos sintomas que descrevi acima, a primeira dica que lhe dou é você buscar ajuda com um profissional da área de saúde como um Psicólogo ou Médico Psiquiatra.  Somente esses profissionais poderão lhe dar um diagnostico preciso e avaliar a gravidade do estado em que você de encontra, e se há necessidade de recorrer a medicamentos ou não, e qual a forma de tratamento mais adequada para o seu perfil.

 

A segunda dica é observar se você está plenamente satisfeito em todas as áreas de sua vida: trabalho, amor, relacionamentos, etc. Se você não estiver pleno, pode ser que você esteja deprimindo para lidar com a realidade e, é melhor estar preparado para realizar as mudanças necessárias para você superar a Depressão.

 

Atualmente, temos várias maneiras de tratar a Depressão: Psicoterapia, Medicamentos, mudanças na Alimentação, Atividade Física, Acupuntura entre outros.  Você pode escolher alguma delas, ou melhor ainda, fazer um “mix” de tratamento, pois com certeza você terá resultados melhores, mais rápidos e duradouros, usando várias técnicas para isso.

 

A depressão é uma doença séria, que causa o suicídio de 15 % das pessoas que estão acometidos por ela. Então, procure um profissional da área de saúde e cuide-se!

 

Zaionara Gomes

CRP 1090-ES

 

 

_____________________________________________________________________________

1. Lowen, Alexander –  O corpo em Depressão – as bases biológicas da fé e da realidade, Summus Editorial -1983.

2. Dahlke, Rudiger – Depressão – Caminhos de superação da noite escura da alma, Editora Cultrix – 2009

 Holmes, David S. – Psicologia dos transtornos Mentais, Editora Artmed, 1997

Please reload